Sob enorme pressão: ansiedade de separação no Dogue Alemão

Pergunta do dono do cão

"Olá! O meu Dogue Alemão, chamado Max, tem muita dificuldade em ser deixado sozinho em casa. Ele é destrutivo e os vizinhos queixam-se cada vez mais do seu ladrar alto! O que é que eu posso fazer?"

Resposta do veterinário

"Caro inquiridor!

Antes de mais, lamento imenso que você e o Max estejam a passar por esta situação. A ansiedade de separação pode ser muito stressante tanto para os cães como para os seus donos, e os Grandes Dinamarqueses – conhecidos pela sua lealdade e afeto pelos donos – são particularmente propensos a este problema.

Quando se lida com a ansiedade de separação, a coisa mais importante a compreender é que o cão não está a agir por "vingança"!

O comportamento destrutivo e o ladrar alto são sintomas de stress e ansiedade.

O cão é simplesmente incapaz de gerir as suas emoções quando está sozinho.

Uma forma de tratar este problema é o "treino de tolerância à separação".

Trata-se de um processo em que se habitua gradualmente o cão a estar sozinho, deixando-o inicialmente sozinho durante períodos muito curtos.

Por exemplo, deixe o cão sozinho durante apenas alguns minutos no início e depois aumente gradualmente esse tempo.

Quanto menos dramáticos forem estes momentos, menos o cão sentirá que algo de importante está a acontecer!

Outra opção é utilizar ferramentas que ajudem o cão a acalmar-se quando está sozinho.

Isto pode incluir ligar a música ou ler livros em voz alta para que o cão não se sinta completamente sozinho.

Em alguns casos, os brinquedos para aliviar a ansiedade, como os brinquedos Kong que pode encher com a guloseima preferida do cão, também são eficazes.

>>  Sensibilidade canina ao ruído: como ajudar o seu cão se ele tiver medo do ruído

Em casos graves de ansiedade de separação, pode ser necessário procurar ajuda profissional.

Os especialistas em comportamento e os psicólogos de cães também têm formação para ajudar os donos e os seus cães a compreender e a gerir estes problemas.

Podem também desenvolver um programa individual para o Max!

Além disso, outro fator importante é manter o seu cão física e mentalmente ocupado, especialmente antes de o deixar sozinho!

Os grandes dinamarqueses são uma raça grande e enérgica, por isso é importante que façam exercício suficiente e que também tenham desafios mentais.

Tente levar o Max a dar um longo passeio ou brincar com ele durante algum tempo antes de sair de casa. Isto também ajudará o seu cão a ficar mais exausto e a dormir um pouco enquanto estiver fora.

Finalmente, se acha que a ansiedade de separação do Max é tão grave que estes métodos não ajudam, pode também consultar o seu veterinário.

O veterinário pode aconselhá-lo sobre técnicas de terapia comportamental e, eventualmente, sobre alguns medicamentos que podem ajudar a controlar a ansiedade do Max!

O tratamento da ansiedade de separação pode levar tempo e é preciso ter paciência.

O Max não está deliberadamente a dificultar-lhe a vida – ele só precisa de ajuda para lidar com esta situação stressante! O seu amor e apoio é a coisa mais importante que o pode ajudar a ultrapassar este momento difícil."