Padrões comportamentais e desafios da raça galgo: Respostas do veterinário

Pergunta do dono do cão

"Olá! Recentemente trouxemos para casa um galgo inglês do abrigo. É um cão muito calmo e meigo, mas notámos que era muito tímido desde os primeiros dias.

No início, pensámos que ele só precisava de tempo para se habituar ao novo ambiente, mas já está connosco há dois meses e continua muito ansioso. Especialmente quando vamos passear, fica muito nervoso e assusta-se com o mais pequeno ruído. Como é que o podemos ajudar?

Resposta do veterinário

"Olá! Antes de mais, estou incrivelmente feliz por ter dado um lar a um galgo inglês! Esta raça é extremamente rápida e forte, mas também muito sensível e gentil.

A ansiedade é comum entre os galgos, especialmente devido a ruídos repentinos ou situações desconhecidas.

Infelizmente, o que está a sentir não é invulgar nos cães de abrigo, especialmente nos galgos, que crescem frequentemente em circunstâncias difíceis.

O controlo da ansiedade é individual e depende muito do temperamento e do historial do seu cão. No entanto, aqui estão algumas sugestões que pode querer experimentar:

Controlo da ansiedade

Existem medicamentos e suplementos naturais que podem ajudar a aliviar a ansiedade. Consulte o seu veterinário para ver o que pode ser melhor para o seu cão.

Reforço positivo

Utilize o reforço positivo para encorajar o seu cão. Elogie-o e recompense-o sempre que ele agir com coragem ou enfrentar os seus medos.

Treino

Um treinador de cães profissional e um comportamentalista podem ajudá-lo a gerir a ansiedade do seu cão e a resolver problemas comportamentais.

Rotina diária

Os galgos, tal como a maioria dos cães, reagem bem à rotina. Tente passear com ele à mesma hora todos os dias para que o seu cão possa antecipar o que vai acontecer. Isto reduzirá a sua ansiedade!

>>  O Doberman e a Cardiomiopatia Dilatada: Reconhecimento e Prevenção"

Ambiente calmo

Tente tornar o ambiente o mais calmo e seguro possível para o seu cão! Pode ser, por exemplo, um sítio confortável e tranquilo em casa, onde o cão possa descansar, ou passeios onde haja menos ruído e trânsito.

É importante ser paciente com o seu cão e lembrar-se de que a mudança leva tempo.

E, acima de tudo, ame-o e apoie-o durante este processo. Boa sorte, e não hesite em perguntar se tiver mais alguma dúvida."