O efeito da esterilização no risco de displasia da articulação da anca em Teckels

Pergunta do dono

"Olá, o meu dachshund, Bobby, tem agora 6 meses. O meu veterinário recomendou-me que o castrasse. No entanto, li que a esterilização pode aumentar o risco de displasia da anca. Que conselho é que me daria?"

Resposta do veterinário

"Olá! A relação entre a esterilização e a displasia da anca é um tema controverso na medicina veterinária.

Alguns estudos demonstraram, de facto, que os cães esterilizados correm um risco mais elevado de desenvolver determinados problemas ósseos e articulares, incluindo a displasia da anca.

No entanto, é importante notar que estes resultados não se aplicam a todos os cães e que vários factores podem influenciar o risco, incluindo a raça, a genética e o estilo de vida do seu cão!

Cão Teckel, Teckel

Nos dachshunds, deve ser dada especial atenção à saúde da coluna vertebral, uma vez que são propensos a problemas de coluna, como a doença do disco intervertebral (IVDD).

A esterilização pode, de facto, reduzir o risco de comportamentos indesejados, como a agressão territorial, a marcação e a fuga, mas também é necessário pensar nos potenciais riscos para a saúde.

Poderá querer considerar adiar a esterilização do Bobby até ele estar completamente crescido, especialmente se estiver preocupado com a displasia da anca.

Além disso, fale com o seu veterinário sobre o exercício e a dieta que ele recomenda para reduzir o risco de displasia da anca.

Finalmente, a decisão de esterilizar ou castrar cada cão deve ser tomada individualmente, tendo em conta os efeitos da raça, idade, saúde e factores ambientais.

Encorajo-o a discutir todas as opções com o seu veterinário para tomar a melhor decisão para o Bobby."

>>  Diabetes do cão Beagle - Que mudanças na dieta devo fazer?