Cães Goldendoodle e Atrofia Progressiva da Retina: Reconhecimento e Tratamento

Pergunta do dono do cão

"Olá! A minha cadela goldendoodle, Margarida, parece ter dificuldade em orientar-se à noite e, por vezes, esbarra em coisas durante o dia. Ouvi dizer que os goldendoodles sofrem frequentemente de algum tipo de problema ocular. Quais os sintomas a que devo estar atento e o que posso fazer se a Margarida tiver um problema ocular?"

Resposta do veterinário

"Olá! É ótimo que reconheça o problema e que esteja preocupado com a saúde da Daisy. As doenças oculares, em particular a atrofia progressiva da retina (ARP), são de facto comuns nos cães da raça Goldendoodle. Trata-se de uma doença genética em que as células da retina morrem gradualmente, o que pode eventualmente causar cegueira total.

Os primeiros sintomas da ARP podem incluir visão deficiente à noite ou visão reduzida durante o dia, o que pode levar o seu cão a ter dificuldade em navegar ou a esbarrar em objectos, como está a acontecer com a Daisy.

À medida que a doença progride, a visão diurna também se pode deteriorar e, eventualmente, levar à cegueira total.

Goldendoodle 2

Se suspeita que a Margarida tem ARP, é importante consultar um veterinário o mais rapidamente possível!

A PRA pode ser diagnosticada através de um simples teste ocular efectuado por um veterinário.

Infelizmente, a PRA não pode ser curada, mas se for detectada precocemente, a qualidade de vida do seu cão pode ser melhorada com determinados tratamentos, como antioxidantes e uma dieta especial.

Além disso, como a PRA é uma doença genética, pode valer a pena fazer um teste genético à Daisy, especialmente se planeia reproduzi-la.

O teste genético pode mostrar se a Daisy é portadora dos genes que causam a PRA e pode ajudá-lo a decidir que problemas de saúde podem surgir no futuro.

>>  Excesso de energia em cães Vizsla: stress ou atividade saudável?

A PRA é uma doença grave, mas a deteção precoce e o apoio correto podem ajudar a Daisy a viver a melhor vida possível. Espero que isto tenha ajudado e que a Daisy melhore em breve!"