Agressão canina: atenção a estes sinais!

Compreender e gerir a agressividade é uma parte vital da posse responsável de cães.

O comportamento agressivo causa problemas graves e, se não for gerido corretamente, pode constituir um perigo para as pessoas e outros animais.

Reconhecer e compreender os sinais de agressão ajudá-lo-á a evitar situações potencialmente perigosas e a procurar ajuda de um profissional, se necessário!

  1. Postura do cão

Os cães agressivos parecem muitas vezes maiores e mais ameaçadores. O seu corpo é rígido, as pernas estão abertas para parecerem mais estáveis, enquanto o peito e os ombros são proeminentes.

  1. A cauda do cão

A cauda dos cães agressivos é frequentemente rígida e mantida alta, por vezes com um movimento vibratório. Este é um sinal de domínio e ameaça.

  1. As orelhas do cão

As orelhas dos cães agressivos apontam muitas vezes para a frente, consoante a raça e a disposição natural das orelhas. Este é um sinal de concentração e atenção.

  1. Os olhos do cão

Os olhos de um cão também podem dizer muito sobre o seu estado emocional.

Como sinal de agressividade, os olhos podem alargar-se e o cão pode olhar fixamente para o seu alvo, enquanto observa outros factores pelo canto do olho.

  1. A boca e os dentes do cão

A boca e os dentes do cão são também uma fonte importante de informação.

Os cães agressivos levantam frequentemente os lábios, expondo os dentes, especialmente as presas. Este é um sinal de aviso claro de que o cão está pronto para atacar, se necessário!

  1. Sons

A agressividade canina é frequentemente acompanhada por rosnados, uivos, latidos ou outros sons de aviso. Estes sons são normalmente mais profundos e mais ameaçadores do que os sons de uma comunicação normal!

>>  Problemas respiratórios do Bulldog Inglês: como podemos ajudar com as dificuldades respiratórias?

É importante notar que nem todos os cães expressam agressividade da mesma forma, e qualquer um dos sinais acima pode estar presente sem agressão. Veja sempre o quadro geral e o contexto!

Se notar um comportamento agressivo no seu cão com regularidade, contacte um especialista em comportamento canino com formação que o possa ajudar a compreender e a gerir o problema.